19 de fevereiro de 2011

História da Fiat Palio (Mania de Carros)

O Palio é um automóvel compacto produzido pela Fiat, tendo sido projetado para mercados emergentes como os da América Latina, África do Sul, Leste Europeu e alguns países asiáticos. Seu projeto foi iniciado em 1992, pelo Centro de Estilo da Fiat junto ao estúdio I.DE.A.
A Fiat já contava com um produto de tamanho similar para o mercado europeu, o Punto, lançado em 1993 para substituir o Uno, que já contava com 12 anos de mercado. O projeto, chamado de 178, teria uma suspensão mais simples e robusta e, ao contrário do Punto, daria origem uma grande família de produtos.
Foi apresentado à imprensa mundial em abril de 1996 nas versões de três e cinco portas. Foi o primeiro de uma linha de produtos que ainda conta a station Palio Weekend, lançada em março de 1997, o sedan Siena (Palio Sedan ou Albea em alguns mercados, este com pequenas alterações na traseira), apresentado em agosto de 1997 e a picape Strada, lançada em outubro de 1998.
Eleito pela Revista Autoesporte o Carro do Ano de 2001 e de 2004.

Índice

[esconder]

[editar] Linha do Tempo

1996- Fiat Palio é lançado nas versões EL 1.5 8V e 1.6 16V, apenas em 5 portas.
1996- Palio ED(3 portas) e EDX(3 ou 5 portas) são lançados, estreando o 1.0 no Palio.
1997- Fiat Palio Weekend é lançada nas versões EL 1.5 8v. Sport e Stile, ambas 1.6 16V e bolsa inflável apenas para o mororista.
1997- Lançado o Siena, nas versões EL 1.6 8V e HL com motor 16V, sendo produzido na Argentina.
1998- No Palio o motor 1.5 8V é substituido pelo 1.6 8V do Siena.
1998- Siena ELX 1.0 6 marchas
1998- Fiat Strada é lançada com os motores 1.5 8V (versão Working), 1.6 8V (versão Treeking), 1.6 16V (versão LX), essa ultima com sistema (ABS).
1998- Fiat Siena MTV. Em parceria com a emissora de TV resultou no sedã com acabamento interno e externo semelhante ao da Palio Weekend Sport e com motor 1.6 16v.
1999- Palio ED muda de nome para EX e o EDX muda de nome para ELX.
1999- Palio Weekend recebe versões EX 1.5 8V e ELX 1.6 8V.
1999- Siena é nacionalizado.
1999- Palio Weekend ELX 1.0 6 marchas.
1999- Lançada Palio Adventure, uma nova versão da Palio Weekend, porém sem o segundo nome.
1999- Fiat Strada Cabine Estendida é lançada nas versões Working e LX.
1999- É lançado o Fiat Palio Citymatic, o primeiro 1.0 com embreagem automática da categoria.
1999- Palio e Siena 500 anos. Lançados em comemoração ao aniversário do descobrimento do Brasil, adcionavam rodas de 14 pol, pára-choques e retrovisores pintados na cor da carroceria, conta-giros e um acababento mais luxuoso, um adesivs com 5 estrelas nos pára-lamas.
2000- Siena ganha motor 1.6 na versão ELX.
2000- Palio e Siena ganham o novo motor fire 1.3 16v.
2000- Palio, Siena, Weekend e Adventure chegam a 2ª Geração.
2000- Weekend 1.0, EX e Sport são descontinuadas.
2000- Siena 1.0 6 marchas torna-se EX, EL é descontinuado.
2000- Palio EL era substituido pelo Stile, ja com o motor fire.
2000- Motor 1.0 Fiasa é substituido pelo 1.0 Fire, ambos 8v e 16v.
2000- Visual antigo do Palio permanecia na versão Young 1.0, ainda com o Fiasa.
2001- Motor 1.6 16V no Siena.
2001- Palio e Siena 25 anos. A formula similar da edição 500 anos, em comemoração aos 25 anos da Fiat no Brasil, ambos com motor 1.0 16v.
2001- Strada MTV, com base na versão Working 1.5.
2001- Palio Century. Combinação da versão EX ao motor 1.0 16v, com rodas de 14 pol, conta-giros, saias laterais, pára-brisa degrade, e faróis de neblina.
2002- Strada chega a 2ª Geração.
2002- Chega a versão Adventure na Strada, Trekking é aposentada, o motor da LX vira o único da linha, Workking é a ultima opção de cabine simples.
2002- Palio Young recebe motor fire, virando Palio Young Fire, tornando-se carro de entrada.
2002- Siena recebe versão Fire, com visual atual, acabamento inferior e antigo interior.
2002- Palio Five. A Formula similar ao Century, em comemoração ao Pentacampeonato de futebol do Brasil.
2003- Palio Weekend Stile e Adventure recebem motores 1.8 8V, substituindo o 1.6 16V , pelo fato da cara importação do segundo.
2003- Versões EX e ELX ganham motor 1.8 em substituição ao 1.6.
2003- Palio Stile também ganha o 1.8.
2003- Strada recebe motor 1.8 como opcional nas versões Working e Adventure.
2003- Motor 1.3 8v Fire é lançado, nas versões EX e ELX.
2003- Fim da Strada LX.
2003- Fiasa 1.5 à alcóol retorna para versões Fire, como um opcional mais potente.
2003- Palio chega a 3ª geração, novos motores 1.3 Fire Flex e 1.8 flex, versão Stile vira HLX, estreia do computador de bordo.
2003- Na versão Fire o Palio não recebe alteração no visual, o interior permanece o da 1ª geração, motor fica sendo o 1.0.
2004- Siena e Weekend e Adventure chegam a 3ª geração, ambos com motor 1.3 Flex, o primeiro cai no gosto popular.
2004- Palio Weekend Stile sai de linha.
2004- Na versão Fire o Siena não recebe alteração no visual, o interior permanece o da 1ª versão, motor fica sendo o 1.0.
2004- Siena EX sai de linha.
2004- Strada chega a 3ª geração.
2004- Strada Workking é substiuida pela Fire, que permanece com antigo visual, e interior da 1ª versão e que ganha o motor 1.5.
2005- Siena ganha versão HLX com novo 1.8.
2005- Palio Weekend Adventure e HLX recebem o novo 1.8.
2005- Strada Adventure com novo 1.8.
2005- Motor Fiasa 1.5 e Fire 1.3 são substituídos pelo 1.4 fire.
2006- Versões Fire tem visual atualizado, o interior fica igual ao da 2ª geração.
2006- Strada Trekking é relançada com cabines estendida e simples e motor 1.4
2006- Palio ganha motor 1.8 mais potente em nova versão, a 1.8R (115cv).
2006- Palio EX e ELX perdem o 1.8, HLX recebe o novo motor atualizado (114cv).
2006- Siena ELX perde motor 1.8.
2006- Versões Fire ganham motor Flex
2006- Palio Kit 30 anos. Em comemoração ao 30 amos da Fiat
2007- Palio ELX e 1.8R chegam a 4 geração com uma desenho um pouco polêmico.
2007- Palio EX e HLX dão adeus ao mercado.
2007- Siena e Palio Weekend Kit 30 anos.
2007- Siena ganha novo motor 1.4 Tretrafluel, que roda gasolina, gasolina brasileira, álcool e GNV.
2007- Versões Fire ganham a 3ª versão, interior continua na 2ª versão.
2008- Siena ELX e HLX e Tetrafluel chegam à 4ª geração, com frente diferente do Palio.
2008- Palio Weekend chega a 4ªgeração, com frente de Siena em versões ELX e a inédita Trekking, ambas com motor 1.4.
2008- Strada chega a 4ª geração, também com frente de Siena, com a nova versão Trekking 1.4.
2008- Palio Weekend HLX sai de linha.
2008- Palio Weekend e Strada estreiam a nova versão Adventure Locker (bloqueio do diferencial)
2009- Palio Fire ganha motor 1.0 Fire Economy, foi o primeiro carro da linha 2010, lançado em 4 de janeiro de 2009, gerando muita polêmica, pelo ano modelo.
2009- Palio ELX e 1.8R recebem frente de Siena, ELX com motor 1.8 retorna ao mercado.
2009- Siena Fire com motor 1.0 normal.
2009- Siena EL é ressuscitado para ficar entre as versões ELX e Fire, com a frente antiga do Palio e interior da 3ª geração, acabou ficando um ótimo custo beneficio por possuir Direção Hidráulica e Computador de Bordo de série.
2009- Toda Linha Palio, Siena e Weekend com Air-Bag e ABS de opcionais.
2009- Weekend e Strada Trekking com motor 1.8.
2009- Strada Adventure com Cabine Dupla.
2009- Palio Adventure, Siena HLX e Palio ELX 1.8 ganham versões Dualogic(automatizadas).
2009- Strada Workking é relançada com cabine Estendida e Dupla, frente de Siena EL, traseira da Trekking e interior 3ª geração, ficando entre a Fire e a Trekking 1.4
2009- Palio Weekend Trekking ganha motor 1.8.
2010- Linha Adventure recebe Air-Bag e ABS de Série.
2010- Motor 1.6 16V E.TorQ é lançado, mas agora com 115/117 (Gas/Alcool) cvs e é lançado o novo motor 1.8 16V E.TorQ, mas este com 132cvs(Gas/Alcool), substituindo o motor 1.8 da powertrain.
2010- Versões ELX (menos Palio 1.0) e HLX viram Atractive e Essence
2010- Siena EL ganha motor 1.4 e versão Sporting 1.6 16v.
2010- Palio Weekeend Trekking ganha motor 1.6 16v
2010- Strada Sporting 1.8 16v.
FONTE= site: http://noticiasobrecarro.blogspot.com/

[editar] 1ª Geração

A primeira geração do Palio foi em 1996 no Brasil, e impressionava pela modernidade: ao contrário de seu antecessor (que curiosamente até hoje não saiu de linha, devido as boas vendas), o Uno, contava com linhas arredondadas, frente baixa, para-brisas bastante inclinado e pelo desenho da traseira, com lanternas invadindo o vidro traseiro, de desenho irregular.
No início eram oferecidas apenas duas versões, a EL 1.5, de 76 cv e a 1.6 16V, que tinha acabamento superior, e um motor de 106 cv, que permitia que o pequeno carro acelerasse de 0 a 100 km/h em menos de 10s. Também podia vir equipado com ar condicionado, freios ABS e foi o primeiro carro da categoria produzido no Brasil que podia vir equipado com bolsas infláveis frontais. O carro também inovou em ser o primeiro do mercado brasileiro que podia contar com adaptação para deficientes físicos de fábrica: entre outras adaptações, uma porta traseira corrediça estava disponível.
Ao contrário do Uno brasileiro, que usava uma suspensão traseira independente McPherson de feixes transversais - o mesmo usado no antigo Fiat 147 -, resistente, mas firme. O novo modelo vinha com eixo de torção, o mesmo sistema do Uno europeu, mais suave e com maior capacidade de filtrar as irregularidades do piso. A dianteira contava com um sub-chassi (espécie de estrutura entre a suspensão e o chassis do carro), o que permitia regulagem mais firme.
O motor 1.5 era produzido no Brasil - variação do modelo que equipava a família Uno, mas com injeção multiponto e aperfeiçoamentos para um funcionamento mais suave. O 1.6 16V era importado da Itália, e sua potência e funcionamento despertaram admiração da imprensa especializada. Os dados da fábrica indicavam velocidade máxima de 190 km/h(mas outras pessoas que afirmam que possam passar dos 200 km/h), o que o deixava apto para enfrentar as versões esportivas de seus concorrentes, mas a versão não era caracterizada assim pelo fabricante, contando com acabamento familiar e suspensões reguladas para o conforto.
Em julho de 1996 o carro era apresentado com o motor 1.0, que responderia pela maior parte de suas vendas. O motor Fiasa de 61cv equipava duas versões, a ED - que vinha apenas na versão três portas, com poucos equipamentos de série e rodas de ferro - e a EDX, de três ou cinco portas, mas com uma oferta um pouco maior de equipamentos, mas com para-choques em preto fosco.
Em junho 1998 era a versão EL com ganha o motor 1.6 8V de 82cv, produzida na Argentina, que substituía o 1.5. O acabamento interno podia ser em azul, cinza ou vermelho. Já no início de 1999 os 1.0 foram renomeadas de ED para EX e EDX para ELX, que podia vir equipada com sistema de embreagem automática, chamado de Citymatic pela fábrica. Embora não fosse caro, o sistema não chamou atenção do mercado e logo foi descontinuado.A versão EL passava para ELX, com injeção multi-ponto e 92cv.
Em fevereiro de 2000, era lançado o motor Fire 1.3 16V, produzido no Brasil. A unidade desenvolvia 80 cv, e as versões equipadas com ele tinham acabamento interno prateado e o painel de instrumentos da versão topo de linha.

[editar] 1ª reestilização

A primeira reestilização, ou facelift, do Fiat Palio foi lançada em 2001. Erroneamente algumas pessoas chamam de 2ª geração, mas o que houve foi um redesenho da dianteira, traseira e interior feito pela ItalDesign de Giurgetto Giurgiaro, que esteve no Brasil para o lançamento do modelo. Alguns criticaram a semelhança da dianteira do modelo com a o Volkswagen Gol de terceira geração: os faróis e a grade dianteira estavam mais estreitos e retangulares, e o capô tinha vincos acentuados semelhantes ao modelo alemão. Na traseira, as lanternas estavam mais arredondadas, mas as mudanças não foram tão dramáticas. O painel era novo, apesar de manter o desenho básico da versão anterior.
Junto ao novo desenho, novos motores de 1.0 litro foram apresentados: o Fire 1.0 8V, de 55cv - de potência menor que o antigo Fiasa(que a essa autura ja tinha sido substiituido, mas com uma melhor distribuição potência/RPM - e 1.0 16V, de 70 cv. Eram mais modernos, leves e econômicos.
As unidades 1.3 16V e 1.6 16V continuavam disponíveis. O modelo com o desenho da primeira geração, ainda não-desatualizado em relação à concorrência, continuava em linha, com o nome de Palio Young, até 2002, quando foi substituída por uma versão com o novo desenho e acabamento simples.
Em resposta a diminuição do IPI, que favorecia motores de maior cilindrada, a Fiat rapidamente apresentou o Palio de motor 1.3 (1.250 cm³) em versão 8 válvulas, com 67 cv. Com menor potência que o antigo 1.0 de 16V, tinha mais torque em baixas rotações. Em 2003, aproveitando um acordo de fornecimento de motores com a General Motors, o excelente motor 1.6 16V, que sofria com os altos preços de importação da Itália, foi pelo 1.8 8V de 103 cv de origem GM. Nesse mesmo ano o antigo Fiasa 1.5 voltou ao mercado, movido a álcool e equipamento apenas os modelos básicos da linha, em versões destinadas principalmente a frotistas e empresas.
A segunda versão do modelo não foi disponibilizada na África do Sul, que substituiu a primeira geração do modelo pela segunda reestilização, em 2003.
Com a chegada da segunda versão ou reestilização, em 2004, o modelo anterior foi mantido na versão Fire, e em 2004 passou a utilizar os novos motores Fire agora com 65cv de potência.

[editar] 2ª reestilização


2ª reestilização
Em 2004 o estúdio Italdesign Giugiaro foi novamente requisitado para uma nova reforma no modelo. Embora mantivesse a mesma carroceria desde seu lançamento, o que caracteriza ainda uma mesma geração, os novos retoques tentavam diferenciar o Palio da concorrência e de suas duas versões anteriores: os faróis estavam maiores e abaulados em sua parte inferior, e a traseira exibia grandes lanternas retangulares verticais, que ainda invadiam uma pequena área do vidro traseiro, surgiu a versão HLX para substituir a versão Stile tanto no Palio quanto na Weekend, o Siena também genhou essa versão e nessa geração a Palio Adventure finalmente se popularisou.

Esportivo 1.8R
O painel era completamente novo, com linhas mais retas e modernas, e foi o primeiro carro brasileiro do segmento a contar com bolsas infláveis frontais e laterais e toca-CD com MP3 player. Os materiais empregados em seu interior eram de melhor qualidade e o ambiente geral da cabine era agradável. Foi introduzido o motor Flex que é abastecido com (álcool e/ou gasolina): 1.0 8V, que desenvolvia 65 cv com gasolina e 66 com álcool; o 1.3 8V de 70 cv abastecido com gasolina e 71 cv com álcool e o 1.8 8V, com 106 e 110 cv, respectivamente. Em 2005, o motor 1.250 deu lugar a uma nova unidade 1.4 de 80 cv.
A linha 2006 do carro podia contar com uma nova versão do motor GM de 1.8 litro, com reajustes na alimentação e árvores de balanceamento que deixavam seu funcionamento mais suave. Com 115 cv, a primeira versão equipada com esse motor foi a 1.8R, reedição das clássicas versões esportivas do Uno na década de 80. A versão se diferencia por ter acabamento interno na cor vermelha; máscara negra nos faróis, rodas exclusivas e aerofólio traseiro, neste mesmo ano a linha Fire ganhou o visual da 2ª reestilização e o interior da 1ª.

[editar] 3ª reestilização


3ª reestilização

Fiat Palio Weekend Adventure Locker 2010
Desde o lançamento do segundo facelift, ou "terceira geração" do Palio, existiam rumores sobre a possível nova reestilização do projeto 178 - ou até mesmo a sua completa substituição pelo modelo europeu, Grande Punto.
As especulações começaram a ganhar um rumo mais sólido em abril de 2006, quando o site chinês Auto Sohu conseguiu fotografar o novo Siena, em testes naquele país. Com diferenças significativas no conjunto óptico dianteiro, as hipóteses de uma pequena atualização ou a total descontinuação da linha para 2007 estavam descartadas. O projeto foi então confirmado pela Fiat, que começou uma campanha de marketing baseada no suspense em torno das novas linhas do veículo - a cada intervalo de tempo a fábrica divulgava um detalhe diferente do desenho.
O Palio 2008 foi lançado no dia 28 de fevereiro de 2007. Os faróis de dupla parábola com formato irregular e uma leve abaulação deram lugar a faróis de parábola única e desenho convencional (parecidos com os do Grande Punto), que agora invadem as laterais - um retrocesso. A traseira também recebeu alterações: as lanternas traseiras invadindo o vidro da tampa. As lanternas estão instaladas em uma posição baixa e em um formato horizontal, diminuindo de tamanho em relação ao modelo anterior (foi considerada feia por muitas pessoas). A placa de identificação voltou a ficar no para-choque, que por sua vez ficou mais proeminente. O vidro da tampa traseira deixou de se estender até as laterais, e agora está emoldurado e com um leve caimento em sua parte inferior.
Nesta remodelação a Fiat alterou as laterais do modelo vincando as portas em duas posições e estendendo os pára-lamas. Tal procedimento, que envolve mais custos do que a mera re-estilização da dianteira e da traseira, faz desta a primeira modificação total da carroceria do Palio em onze anos de produção.
A linha Palio 2008 está disponível nas versões ELX 1.0 e 1.4, e na versão 1.8R, que ganha a opção de carrocerias 3 e 5 portas. O novo motor 1.8 ficou agendado para estrear em meados de 2007 - e as motorizações presentes na geração anterior continuam em linha, sem aumento na potência específica.
O Palio 1.8R passou a ser oferecido também na configuração duas portas, e foi o único da gama sem mudanças na disposição dos comandos, sendo alterados apenas as marcações no conta-giros e velocímetro, que agora, aumentam a escala ao se aproximarem do limite. A opção de duas portas apresenta agora um vidro lateral traseiro mais estreito e pontudo.
Em 2008, a Fiat incluiu maior número de itens de série em todas as versões. Agora, todas (desde a básica ELX 2P) vêm com terceiro apoio de cabeça traseiro, rodas e pneus maiores, espelho cortesia para motorista e passageiro, porta-óculos, fárois de neblina e retrovisores na cor do veículo, direção hidráulica em todas as versões e passaram a ter como opcional o acesso ao comando de voz Bluetooth.
A versão EX(básica)foi extinta da linha Palio por representar baixas vendas,a versão HLX (luxuosa) agora só e disponível na família Palio em um carro,o Fiat Siena. O interior do carro, em contraste com o exterior, foi mantido praticamente inalterado - com exceção de alguns comandos que trocaram de lugar, a exemplo do pisca-alerta que migrou do centro do painel para a parte de cima da alavanca de direção.
O modelo 2010 foi lançado no Brasil no começo de 2009, com a frente de Siena/Weekend/Strada, que tem os faróis de dupla parabola,o Palio ainda ganhou versão ELX 1.8
A partir de julho de 2009, a versão ELX que vem equipada com motor 1.8 também poderá ser equipada com o sistema Dualogic que torna o carro automática sendo desnecessário o uso do pedal de embreagem. Na Família Palio o Fiat Siena HLX e a Palio Adventure também receberam o novo câmbio como opcional.
O Palio Fire, versão de entrada da família, continua a ser produzido, com o visual externo da segunda reestilização e o interior da primeira reestilização.

[editar] Crash Test

O Fiat Palio 2010 (com airbag) recebeu da Latin NCap, 3 estrelas para adultos e 2 estrelas para proteção infantil, e sem airbag recebeu 1 estrela para adultos, e 2 estrelas para proteção infantil. Os resultados, ainda que péssimos, foram surpreendentes, uma vez que o carro demonstrou (in)segurança similar ao seu principal concorrente, o Gol G5, que é supostamente muito mais moderno.
O Fiat Palio irá ganhar nova geração em março de 2011. As versões sedan, perua e picape também deverão passar pela reestilização.

[editar] Palio Elétrico

Em junho de 2006, durante o Brazil Classics Fiat Show, a Fiat apresentou o Palio Elétrico, projetado em conjunto com a empresa suíça KWO, entre outros parceiros. O Palio elétrico é um protótipo criado pela Fiat a pedido da hidrelétrica Itaipu Binacional. Possui um motor com potência máxima de 15 Kw (20 cv), autonomia de 120km e torque máximo de 50 Nm (5,1 kgm). As suas baterias ficam sob o assoalho do porta-malas para não roubar espaço, e são construídas para fornecer a máxima autonomia com o mínimo de volume entretanto, sua recarga é lenta, demorando oito horas em uma tomada trifásica de 220 volts.
O modelo contava com câmbio automático, e sua alavanca foi substituída por outra do tipo joystick com três posições: Drive, Neutro e Ré. O console central ganhou um display para monitoramento do comportamento da bateria com informações sobre carga, tensão, temperatura e corrente.
Em julho de 2009 a Fiat apresentou à imprensa uma versão mais moderna do modelo, agora baseado na Palio Weekend.

[editar] Desempenho

1.0 – ED 1997
  • Potência: 61 cv a 6000 rpm
  • Torque: 8,1 kgfm a 3000 rpm
  • Velocidade Máxima: 149,8 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 18,74 s
Alcool 2000 (Torque e Potência idem ao ED 97)
  • Velocidade Máxima: 152 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 16,3 s
Young 2001/2002 (Torque e Potência idem ao ED 97)
  • Velocidade Máxima: 141 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 20,32 s
1.0 – FIRE EX 2003
  • Potência: 55 cv a 5500 rpm
  • Torque: 8,5 kgfm a 2500 rpm
  • Velocidade Máxima: 138 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 19,31 s
1.0 – FIRE FLEX 2007
  • Potência: 66 cv a 6000 rpm
  • Torque: 9,2 kgfm a 2500 rpm
  • Velocidade Máxima: 154 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 19,6 s
1.0 FLEX – FIRE ECONOMY 2010
  • Potência: 75 cv a 6250 rpm
  • Torque: 9,9 kgfm a 4500 rpm
  • Velocidade Máxima: 157 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 15,6 s
1.0 16v – ELX 2002
  • Potência: 70 cv a 5750 rpm
  • Torque: 9,6 kgfm a 4000 rpm
  • Velocidade Máxima: 148 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 19,4 s
1.3 8v FLEX – ELX 2004
  • Potência: 70 cv a 5500 rpm
  • Torque: 11,4 kgfm a 2250 rpm
  • Velocidade Máxima: 151,3 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 17,1 s
1.3 16v – ELX FIRE 2000
  • Potência: 80 cv a 5500 rpm
  • Torque: 12 kgfm a 4000 rpm
  • Velocidade Máxima: 156 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 14,68 s
1.4 FLEX – ELX 2007
  • Potência: 81 cv a 5500 rpm
  • Torque: 12,4 kgfm a 2250 rpm
  • Velocidade Máxima: 155 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 14,2 s
1.5 – EL 1997
  • Potência: 76 cv a 5500 rpm
  • Torque: 12,1 kgfm a 2750 rpm
  • Velocidade Máxima: 160,8 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 14,3s
1.6 – EL 1998
  • Potência: 82 cv a 5750 rpm
  • Torque: 13,3 kgfm a 2750 rpm
  • Velocidade Máxima: 166 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 13,63 s
1.6 – ELX 2000
  • Potência: 92 cv a 5750 rpm
  • Torque: 13 kgfm a 2750 rpm
  • Velocidade Máxima: 179 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 10,3 s
1.6 16v – STILE 1998
  • Potência: 106 cv a 5500 rpm
  • Torque: 15,4 kgfm a 4500 rpm
  • Velocidade Máxima: 188 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 9,5 s
1.6 16v eTorq – ESSENCE 2011
  • Potência: 117 cv a 5500 rpm
  • Torque: 16,8 kgfm a 4500 rpm
  • Velocidade Máxima: N/A
  • 0 a 100 Km/h: N/A
1.8 – EX 2003
  • Potência: 103 cv a 5400 rpm
  • Torque: 17 kgfm a 2800 rpm
  • Velocidade Máxima: 176 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 11,8 s
1.8 – FLEX HLX 2005
  • Potência: 110 cv a 5500 rpm
  • Torque: 18,4 kgfm a 3000 rpm
  • Velocidade Máxima: 180 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 10,9 s
1.8R – FLEX 2006
  • Potência: 115 cv a 5500 rpm
  • Torque: 18 kgfm a 2800 rpm
  • Velocidade Máxima: 191 km/h
  • 0 a 100 Km/h: 9,2 s
1.8 16v eTorq – SPORTING 2011
  • Potência: 132 cv a 5250 rpm
  • Torque: 18,9 kgfm a 4500 rpm
  • Velocidade Máxima: N/A
  • 0 a 100 Km/h: N/A

[editar] Nas pistas

Em 1997, durante o processo de substituição do Fiat Uno como principal produto da empresa, a Fiat lançou a Fórmula Palio, disputada por unidades equipadas com motor 1.6 16V. Com o fim do apoio do fabricante, entretanto, a competição foi logo descontinuada. Nos rallyes, porém, os Palios têm se destacado em campeonatos regionais na América do Sul e Turquia, fazendo frente aos carros patrocinados pelas outras marcas.


3ª geração


4ª Geração
Construtor:Fiat
Produção:1996-
Antecessor:Fiat Uno
Tipo de Carroçaria:Hatchback, SW (março 1997), sedan (agosto 1997), Pick-Up (outubro 1998)
Motor:1.0 L FIRE
1.0 L Fiasa
1.0 L 16v FIRE
1.25 L Fire
1,25 L 16v Fire
1.3 L Multijet diesel
1.4 L FIRE
1.5 L Fiasa
1.6 L 16v Torque
1.6 L Sevel
1.7 L turbodiesel
1.8 L GM Powertrain
1.6 L 16V E-torq
1.8 L 16V E-torq
Caixa de velocidades:5 marchas manuais, 5 marchas automatizadas (Dualogic), 6 marchas manuais (Siena 1.0L)
Distância entre os eixos (mm):2360mm (carroceria de 1996) - 2370mm (carroceria de 2003)
Comprimento (mm):3730mm (carroceria de 1996) - 3760mm (carroceria de 2003)
Largura (mm):164(cm)
Altura (mm):143(cm)
Peso bruto (kg):986 Kg (modelo 1996) - 955 Kg (modelo 2003)
Modelos relacionados:Fiat Palio Adventure
Fiat Siena
Fiat Strada
Fiat Punto
Fiat Idea
Fiat Palio Weekend
Fiat Palio Elétrico
Fiat Albea
Modelos similares:Volkswagen Gol
Ford Fiesta
Chevrolet Corsa
Volkswagen Fox
Ford Ka
Chevrolet Celta
Renault Sandero
Renault Clio
Peugeot 206
Peugeot 207
Designer:I.DE.A Institute (projeto original)
Giorgetto Giugiaro (reestilizações)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário